logoNotabile220x400px

O Perseguidor

Cartaz-O-PerseguidorO PERSEGUIDOR
obra de Julio Cortázar

O conto “O Perseguidor”, de Julio Cortázar, foi escrito em homenagem ao saxofonista americano Charlie Parker, retratado aqui no personagem principal, Johnny Carter, um genial músico de jazz. A trama acontece durante suas últimas apresentações em Paris e, posteriormente, Nova Iorque, para onde retorna em seus últimos dias.
A narrativa e alguns personagens guardam muita semelhança com fatos reais da vida de Charlie Parker, como sua relação com a arte e as mulheres e a perda da filha, que agrava seu colapso. Inclusive, a cena de sua morte, que acontece enquanto assiste a um programa cômico na TV, é´próxima da realidade do lendário saxofonista.
Na adaptação teatral, esses elementos foram preservados e concentram-se em seis personagens centrais que são apresentados ao público pela pesquisa de um deles, Bruno, que se dedica a escrever uma biografia de Johnny Carter, refazendo sua trajetória de forma não linear, através da memória e de cartas, telegramas e reportagens de época.
Também fará parte desse arsenal de documentos uma gravação da voz do próprio Cortázar, lendo um trecho de seu conto, cuja poética tentamos preservar ao máximo.

 

FICHA TÉCNICA

Roteiro

Ricardo-Ripa

 

RICARDO RIPA Escreveu diversas peças teatrais, com destaque para “Sexus - A Comédia”, que contou com a direção de Roberto Lage. Publicou o livro “Uma Folha Novinha em Folha”, também editado em Braile, que gerou o espetáculo circense para crianças “Novinha em Folha”, em cartaz até 2011, com grande sucesso de público e crítica.

 



Direção

Emilio-de-Mello

 

EMÍLIO DE MELLO É Formado pela Escola de Arte Dramática de São Paulo e pela Escola de Comunicações e Artes da USP. Iniciou sua carreira em São Paulo em 1987, na Companhia Teatral São Paulo-Brasil. Dirigiu diversos espetáculos como “Sonho de Outono” (2009), de Jon Fosse, e “Arte” (2012) e “Deus da Carnificina” (2010) de Yasmina Reza, sendo por esta última indicado ao 23º Prêmio Shell de Teatro, na categoria de Melhor Direção.

 

 

 

Cenografia e Figurinos

Rosa-Berger

 

ROSA BERGER é uma das fundadoras do Grupo Notech Design, que surgiu nas oficinas dos Irmãos Campana, no Mube, em São Paulo,. Participou de diversas exposições no Brasil, Itália, Holanda e Alemanha e representou o país no “Ano do Brasil na França”, em 2005. Em 2011,fez a cenografia e os figurinos da peça “Novinha em Folha”.

 

 

Elenco

erico-bras

 

 

 

ÉRICO BRÁS ficou conhecido nacionalmente como “Reginaldo” no filme e seriado Ó Paí, ó. Atualmente está no elenco da Globo em “Tapas & Beijos”, interpretando o personagem “Jurandir”. No teatro esteve recentemente em “O Bom Canário”, de Zacharias Helm, com direção de Camila Amado e encontra-se em cartaz com a comédia “Tarja Preta”, de Adriana Falcão, dirigido por Ivan Sugahara.

 

 

 

amazyles-de-almeida

 

 

 

AMAZYLES DE ALMEIDA conquistou o Prêmio Minc-Inacem como Atriz Revelação e esteve recentemente nos espetáculos “Han-Let”, de José Celso Martinez Corrêa, “Closer”, de Patrick Marber, “A Coleção”, de Harold Pinter, “Pessoas Absurdas”, de Alain Ackbourn, e “Quarto 77”, de Roberto Lage, este último indicado ao Prêmio Shell.

 

 

 

Regina-Maria

 

REGINA MARIA REMENCIUS atuou nas montagens de “Macunaíma” e “A Hora e a Vez de Augusto Matraga”, dirigidas Antunes Filho e teve destaque em minisséries e novelas da TV GLOBO como “Aquarela do Brasil”, “Malhação” e “Os Normais”. No cinema atuou em “Durval Discos”, “Os Desafinados” e, recentemente, protagonizou “A Palavra”, de Guilherme de Almeida Prado.

 

  

Ricardo-Ripa2

 

RICARDO RIPA esteve em diversos espetáculos com destaque para “Sonho de Uma Noite de Verão”, apresentado no New York Shakespeare Festival e dirigido por Cacá Rosset; “O ALQUIMISTA”, de Paulo Coelho, com direção de Walcyr Carrasco; "QUASE NADA", de Marcos Barbosa, texto desenvolvido para a Royal Court of Drama, entre outros.


 

cesar-negro

 

 CÉSAR NEGRO é ator, cantor e dançarino e tem curso de intérprete em Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS. Atuou em “Noel Rosa e seus amores” e “A Sombra de Quixote”, entre outros. Esteve nos filmes “Boleiros” e “Era uma vez o Futebol” e participou de diversas novelas. É educador cultural da Fundação Gol de Letra.

 

 

Contrapartidas

O PERSEGUIDOR

oferece as seguintes contrapartidas aos parceiros patrocinadores:

- Inserção da logomarca do patrocinador em todo material gráfico:
banner, filipetas, cartazes e programas;

- Inserção da logomarca nos anúncios de mídia impressa

- Citação do patrocinador em todos os anúncios em mídia radiofônica

- Cota de convites para toda a programação

- Realização de apresentação exclusiva para os convidados do patrocinador

 

Porque Patrocinar

Além dos incentivos já citados, O PERSEGUIDOR apresenta:

- Autor consagrado. A peça é uma adaptação oficial de um conto de Julio Cortázar e foi autorizada pelos seus detentores de direitos autorais

- Grande visibilidade devido ao centenário do autor. Em 2014, Julio Cortázar completaria 100 anos, o que garantirá pautas extras em diversos veículos especializados e na mídia em geral

- Presença de atores da REDE GLOBO, como Erico Brás, do elenco fixo do seriado “Tapas e Beijos” e Regina Maria Remencius (ex-“Malhação”)

- Tema ligado à historia do Jazz, escrito em homenagem ao lendário saxofonista Charlie Parker, também conhecido como “Bird”


O PERSEGUIDOR

Proac ICMs - Aprovação publicada no Diário Oficial
em 03 de setembro de 2013

Proponente Pessoa Jurídica:
Notábile Filmes Ltda

Valor total do projeto: R$ 596.134,00